sexta-feira, outubro 20, 2017
Início Experts

Experts

Para ter barba bonita, invista em xampu, condicionador e um bom pente

0
Barba
Para ter barba bonita, invista em xampu, condicionador e um bom pente

“Atualmente, basta ver as celebridades ou homens na rua para encontrar barbas de todos os tipos e até colorações. Pois bem, o visual realmente está na moda, seja a versão por fazer ou aquela mais cheia. A grande questão é que o look, para chamar a atenção e ganhar elogios, exige cuidados mais do que especiais. Felizmente, os homens são mais vaidosos hoje e estão em busca de soluções estéticas para aprimorar o visual.

Em primeiro lugar, é necessário higienizar a barba corretamente, lavando o rosto e a barba com um sabonete neutro. O shampoo de bebê é uma opção bem prática. O hábito é essencial porque os pelos na face costumam aumentar a oleosidade da pele. Por isso, além de manter a barba cheirosa, ao lavá-la, evita-se o desenvolvimento de cravos e espinhas.

Cuidados Importantes

Outro inconveniente em barbas não tratadas é a indesejada dermatite seborreica, provocada por aumento da oleosidade e inflamações no local, causando descamação, vermelhidão e até caspa. O transtorno não é tão comum, mas fique de olho. Há também a foliculite, inflamação na raiz do pelo, que pode ser tratada com laser.

Pra ficar longe do estilo “largado” de Robinson Crusoé, náufrago da literatura de Daniel Defoe, que, vivendo numa ilha e sem recursos para sobreviver, teve de deixar os cabelos e a barba ao léu, é necessário ainda ter à mão um bom condicionador de cabelo. Isso mesmo. Ele é recomendado para ser usado pelo menos duas vezes por semana, pois o produto deixa os pelos da barba mais hidratados, macios e brilhantes.

É possível colorir a barba, e aliás, muitos homens querem disfarçar os fios brancos. O ideal é fazer isso com a ajuda de um profissional, já que a pele é sensível e há produtos específicos para esse tipo de coloração. Evite as tintas de cabelo, e se for fazer em casa, use os produtos para barba. Caso contrário, terá de lidar com irritações na pele e manchas de tinta, bem difíceis de serem eliminadas rapidamente.

Não custa lembrar: homens também devem usar o protetor solar diariamente no rosto, limpá-lo antes de ir dormir e recorrer a um hidratante condizente com seu tipo de pele. E mais: as barbas devem ser escovadas e penteadas. Outro detalhe: após as refeições ou depois de escovar os dentes, certifique-se de que sua barba esteja limpinha.

Trabalhoso mas vale a pena, caso a ideia seja desfilar por aí com uma barba estilosa. Ao investir num look barbudo, lembre-se que se foi o tempo em que os pelos no rosto eram uma solução para quem não tinha paciência ou tempo para se barbear pela manhã. Se a barba vai compor o figurino, evite desleixos.”

Hipertensão: É possível controlá-la

0
Verificação de pressão arterial.

“Existem algumas doenças que são silenciosas, instalam-se sorrateiramente em nosso organismo, e quando não prestamos atenção, elas já estão lá, causando estragos. Assim acontece com a hipertensão arterial, mal que acomete quatro em cada dez brasileiros. Justamente por isso nunca cansamos de recomendar: tire a sua pressão arterial com frequência – o procedimento dura segundos, é de baixíssimo custo e salva vidas.

A pressão alta atinge homens e mulheres igualmente, e também não distingue idade. Em geral, ela é mais frequente a partir dos 40 ou 50 anos, mas, infelizmente, devido a uma série de maus hábitos de vida, ela vem aparecendo cada vez mais em jovens. E o pior é que a maioria das pessoas com o problema não sabem que convivem com ele.

O diagnóstico da hipertensão se dá quando, ao medi-la, obtemos valor igual ou superior a “14 por 9”. A analogia da Sociedade Brasileira de Hipertensão é a melhor para entendermos o que acontece. Pense que o coração e vasos são como uma torneira aberta que está ligada a vários “esguichos”. Imagine fecharmos esses esguichos? A pressão nos “canos” aumenta em grandes proporções.

O problema é que essa pressão danifica esses “canos” que transportam nosso sangue, e machucados, eles endurecem e se estreitam. Com os anos, as chances de entupimento ou rompimento dos vasos aumentam. E, como consequência desses estragos, temos maior possibilidade de infartos, derrames cerebrais e até a paralisação dos rins.

A boa notícia, no entanto, é que conseguimos driblar a hipertensão arterial de forma simples. A história começa com mudanças de hábitos de vida e a inclusão, ou não, de determinados medicamentos. O conselho é ficar distante da obesidade, do sedentarismo, do consumo excessivo de álcool e do tabagismo. Por outro lado, deve-se investir numa dieta equilibrada, livre de sal, excesso de açúcar e gorduras. Opte por condimentos para temperar suas refeições, deixando o sal de lado. E mais: evite produtos industrializados que escondem altas quantidades de sódio.

Fuja do estresse

O estresse é outro vilão deste filme. Não é fácil combatê-lo, todos sabemos, mas tente avaliar melhor as situações e não “esquentar” com tudo o que é visto como obstáculo. Dica: rechear a vida com atividades prazerosas e saudáveis é o melhor caminho para se livrar da tensão. Seja feliz, se preocupe menos com o mundo ao redor e cuide de si com carinho, sempre.”

2 de Junho Dia Nacional contra a Miastenia Gravis

0
Miastenia Gravis
Dia Nacional contra a Miastenia Gravis

Hoje, 2 junho, é o Dia Nacional Contra a Miastenia Grave. Você sabe do que se trata essa doença? Também chamada de Miastenia Gravis, ela atinge o sistema neurológico e acarreta fraqueza muscular e dificuldades de visão, fala e mastigação, entre outros sintomas,  podendo durar anos ou a vida toda. Para diagnosticá-la, são necessários exames laboratoriais ou de imagem. Quando a pessoa nasce com miastenia, caracteriza-se o quadro congênito; já quando ela se manifesta depois, de forma autoimune, é considerada adquirida.

Dificuldades – Além da fraqueza muscular, o portador da doença pode apresentar sintomas como dificuldade de respirar, limitação para triturar e ingerir os alimentos, pálpebras ou “olhos” caídos, voz fanha e visão duplicada. Esses sintomas podem se agravar ou amenizar conforme a rotina da pessoa e as atividades que ela realizar ao longo do dia. Por exemplo, em situações que exigem trabalho muscular, ou de inquietação, ou quando o portador desenvolve certos tipos de doenças ou se submete ao calor excessivo, o quadro tende a piorar.

Causa e tratamento

Ainda não se conhece, com certeza, as prováveis causas da doença. Há médicos que defendem que ela possa estar associada de algum modo a tumores no timo,  glândula ligada ao sistema imunológico e responsável pela produção de anticorpos. Já a herança genética está ligada à forma congênita. O tratamento pode envolver a utilização de medicamentos, sempre prescritos pelo médico, como corticosteroides e imunossupressores, e até cirurgia. Estes são métodos de tratamento comprovadamente eficientes para alguns pacientes.

Convivendo

Entre as abordagens possíveis para conviver da melhor forma com a condição é ter uma rotina alimentar em que as refeições sejam feitas quando estiver com uma melhor força muscular, com a inclusão de alimentos macios e diversas refeições curtas durante o dia, e atenção a questões de segurança em casa, a fim de evitar quedas.

Cura

Apesar de ainda não ter sido descoberta a cura para miastenia grave, por meio do tratamento apropriado é possível conquistar a remissão prolongada dos seus sintomas. Para tanto, pode ser preciso diminuir as atividades do dia a dia.

Gravidez

As mulheres pacientes de miastenia grave podem engravidar, desde que sejam acompanhadas de perto por médicos especialistas. No caso do bebê, se a doença passar a ele pela placenta, ele precisará passar por um tratamento para remissão dos sintomas, para se livrar da miastenia grave dentro de algumas semanas após o parto.

Dor nas costas: prevenção é o caminho

0

“De tão recorrente e comum, as pessoas ainda acreditam que não existe outra saída a não ser conviver com a dor nas costas. O problema, que acomete 80% dos seres humanos pelo menos em algum momento da vida, envolve uma série de causas, mas todas elas podem ser tratadas: basta identificá-las e combatê-las.

A maioria dos casos de lombalgia (dor nas costas) costuma ser benigno e some após dois ou três dias. Em geral, o desconforto é provocado pela má postura, em pessoas que passam muito tempo sentadas ou em pé, após exageros nos exercícios físicos ou falta de orientação durante a malhação, depois de um mau jeito em determinado movimento ao longo do dia, devido ao sedentarismo, ao acúmulo de quilos extras e até por causa do estresse.

A lombalgia pode ter origem nas diversas estruturas que compõem a coluna vertebral, como disco intervertebral, vértebras, tendões, ligamentos, músculos e raízes nervosas. Para entender melhor o que acontece, pense numa pilha de copos de vidro em equilíbrio; basta um pequeno deslize que tudo vai ao chão, certo?

É fato que nossa coluna é bem mais resistente do que o vidro, mas, quando somados, esses pequenos empurrões, movimentos mais bruscos e posições desajeitadas vão comprometendo toda essa estrutura. Como ela também está sujeita ao envelhecimento, o cenário pode se agravar. Para se ter uma ideia da ação do tempo, vale entender o que acontece nesse processo, a partir dos 30 anos de idade, principalmente.

A coluna é composta de 33 vértebras, intercaladas por estruturas gelatinosas, os discos intervertebrais, que amortecem o atrito entre elas. Com o tempo, porém, esses discos tornam-se mais finos, vão perdendo água, deixando que as vértebras se aproximem umas das outras, e a dor acontece.

Pense no excesso de peso como a bebida que vai sendo lentamente introduzida na cascata de copos empilhados. Agora, associe a cena com a sua própria coluna – estrutura que naturalmente é afetada quando o corpo ganha quilos extras. Por isso, antes de reclamar de dor, invista na prevenção do problema.

Exercícios físicos ajudam a fortalecer os músculos da coluna, fortalecendo sua estrutura e reduzindo a ação dos impactos do dia a dia. Além disso, é uma forma eficiente de ficar bem com a balança, ainda mais se associada a uma dieta equilibrada.

Também fique atento à sua postura e em como faz os movimentos do cotidiano. Procure se movimentar, principalmente se seu trabalho exige que você fique muito tempo na mesma posição. Suba ou desça escadas. Dê uma voltinha na hora do café da tarde. Deixe o carro ou ônibus de lado, caminhe sempre que puder.

Antes de tentar solucionar a dor, procure ajuda médica. Apesar da maioria das lombalgias não serem graves, esse tipo de sintoma pode esconder outros males, principalmente se o desconforto durar semanas. Enfim, lembre-se de cuidar da sua coluna, antes que ela dê ‘sinais de fumaça’. Lembre-se: mudanças de hábitos costumam ser armas poderosas para afastar as lombalgias.”

Gravidez pode vir acompanhada de espinhas

0

“A gestação é marcada por uma série de mudanças no organismo da mulher, e a pele não é exceção. Enquanto a maioria das gestantes percebem a cútis e os cabelos mais belos ao longo dos nove meses, algumas reclamam das espinhas que podem surgir, principalmente no primeiro trimestre da gravidez, em regiões como o rosto e o pescoço.

E elas têm razão de se queixarem. Embora mais comum na adolescência, as espinhas podem aparecer na gravidez por conta do aumento da oleosidade da pele. Imprevisíveis, elas podem acometer tanto gestantes que já sofreram com o transtorno na puberdade, como em mulheres que nunca tiveram espinhas.

Como isso acontece? São os hormônios estrógeno e progesterona, essenciais para o desenvolvimento do bebê, os responsáveis pelas mudanças. Com o aumento da oleosidade da pele, as glândulas sebáceas produzem mais sebo, levando a uma série de obstruções nos folículos pilosos. E o processo se completa com a ação das bactérias que resultam em inflamação no local, dando origem às espinhas.

Além de fatores genéticos, hereditários e hormonais, as espinhas sofrem influência da nossa alimentação. Os alimentos com alta nível glicêmico, como farinhas brancas e doces, por exemplo, alteram a produção de gordura na pele, aumentando a oleosidade. Ou seja, uma dieta equilibrada não é benéfica para a saúde da mãe e do bebê apenas, como é indispensável também para deixar a pele mais bela.

Se você está grávida e preocupada com um tratamento para contornar as indesejadas espinhas, fique calma. Converse com seu médico para saber o que pode ou não ser usado neste período, já que muitas medicações, inclusive de uso tópico, devem ser evitadas, pois apresentam riscos à condição da mulher e do bebê.

Uma limpeza de pele, o uso de sabonete adequado ao seu tipo de pele na limpeza diária da face e determinados produtos, devidamente liberados pelo médico, podem atenuar o transtorno das espinhas ao longo da gravidez, minimizando a oleosidade e promovendo uma ótima higienização.

As espinhas costumam sumir no período da amamentação, quando a produção hormonal se estabiliza. Por isso, recomendo um pouco de paciência e não esqueça: antes de recorrer a qualquer método, converse com seu médico. Cheia de descobertas e realizações, a gestação é um período único, que passa rapidinho e deve ser muito bem aproveitado pelas mulheres e suas famílias.”

Sonho real: Pele mais jovem por mais tempo

0

“Ter a pele do rosto com uma aparência sempre jovem é o sonho de homens e mulheres. Naturalmente existe o processo de envelhecimento da pele, e a influência genética. Ainda assim, é possível dar uma forcinha extra para desacelerar os efeitos da passagem do tempo. Com algumas mudanças, o aparecimento de rugas e marcas de expressão podem demorar mais para aparecer e se acentuar.

Sabemos que alguns minutos de exposição ao Sol são importantes para a sintetização da vitamina D pelo organismo, mas evite ficar exposta aos raios solares por tempo prolongado, pois eles são um dos principais responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele. Adote o protetor solar como seu BFF e use o produto diariamente. Nas prateleiras, existem opções para diferentes tipos de pele. Dica poderosa: caso você transpire excessivamente, retoque o rosto com o protetor várias vezes ao dia, para se garantir.

A alimentação adequada é outra boa influência para a jovialidade da sua pele. Tenha em mente que os excessos de açúcar, sal, sódio e álcool, além dos produtos industrializados, com conservantes, que devem ser evitados. Aposte nas frutas, vegetais, proteínas magras, carboidratos complexos e gorduras monoinsaturadas.

Na hora de se sentar à mesa, dê prioridade para os alimentos que contenham selênio (castanha-do-pará, farinha de trigo), licopeno (tomate, cenoura, melancia), flavonoides (soja, chá-preto, frutas vermelhas), vitamina A (fígado bovino, leite de vaca e óleo de peixe), C (frutas cítricas, pimentão amarelo, suco de tomate), E (cereais integrais, óleos vegetais e sementes) que atuam na produção de colágeno e elastina, ambos responsáveis pela estrutura e firmeza da pele. Esses nutrientes combatem os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento da pele.

Procure retirar a maquiagem do rosto todos os dias. Se deixados na pele, eles podem obstruir os poros, impedindo a oxigenação dos tecidos epiteliais, e deixando sua pele, no longo prazo, com excesso de oleosidade e pouco viço.

Mantenha distância do cigarro, pois a nicotina quebra as fibras de colágeno. Sei que às vezes é difícil, mas tente também contornar o estresse. A adrenalina liberada em momentos de tensão aumenta a produção de radicais livres, levando ao envelhecimento da pele. Atividade física, prática de yoga e meditação costumam ser formas eficientes que nos auxiliam a lidar com as tensões do dia a dia  Por fim, durma entre 6 a 8 horas por dia, já que um dos hormônios produzidos enquanto descansamos, o GH, é responsável pela regeneração celular, e consequentemente a melhora no aspecto da cútis.

Como essas medidas, ter uma pele mais jovem por mais tempo não se torna uma missão impossível. E saiba também que aceitar a passagem do tempo também pode ser uma forma de manter a cútis bela pois exageros em tratamentos estéticos invasivos levam a uma aparência artificial. Nada como uma mente equilibrada para conquistar a verdadeira beleza da alma e do corpo.

E mais: inclua na sua agenda uma visita ao especialista em saúde estética. Além de orientá-la, este profissional poderá ajudá-la na luta contra o tempo, sempre com saúde, autoestima e bem-estar.”

Check-up dos dentes é essencial na gestação

0

“Exames pré-natais e acompanhamento médico devem fazer parte da rotina das gestantes, certo? Por que não ter esses cuidados também com a dentição? Você sabia que a doença periodontal pode aumentar o risco do parto prematuro, quando a criança nasce antes das 37 semanas da gravidez, além de fazer com que o bebê corra o risco de nascer com peso inferior ao esperado (abaixo de 2.500 gramas)?

Vale lembrar que a doença periodontal acomete a gengiva e também o osso que sustenta os dentes, e afeta cerca de 47% dos brasileiros! Quem sofre do mal costuma apresentar sangramento ao escovar os dentes, mau hálito, dores ao mastigar, aumento na sensibilidade dental, inflamações, entre outros contratempos mais sérios, como a perda dentária.

Além dessas manifestações físicas, a doença periodontal resulta em inflamações e infecções na boca que chegam ao organismo da gestante e consequentemente do bebê. Trata-se de algo que não pode ser desprezado. Alguns estudos, por exemplo, apontam que essas células inflamatórias podem elevar as concentrações de prostaglandina (substância responsável pelas contrações na hora do parto). Ou seja, os dentes negligenciados podem até levar a gestante a dar a luz antes do esperado.

Se não bastasse a boca ainda sofre a ação dos hormônios que naturalmente já estão aumentados na gestação, alterando o tecido gengival, o que intensifica o desenvolvimento de gengivite – outro tipo de inflamação. Essas substâncias produzidas pelo corpo ainda interferem na composição da saliva, reduzindo sua capacidade de neutralizar o pH da boca, tornando-a um ambiente propício para o surgimento das temidas cáries.

O ideal é marcar uma consulta com o dentista assim que você constatar a gravidez. Ele fará um check-up e, caso seja necessário, será indicada uma profilaxia (limpeza) para retirada do tártaro dental ou outro tipo de tratamento. Lembre-se: a escovação dos dentes após as refeições e antes de dormir devem ser seguidas à risca, assim como o uso regular do fio dental.

Além de manter a sua saúde bucal em dia, sabemos o quanto um belo sorriso é valorizado. Por isso, dedique uma parte do seu tempo para higienizar corretamente seus dentes. Atenção: tenha sempre à mão a escova, o creme dental e o fio dental. O hábito da escovação regular não só garante um sorriso em dia, como irá afastar uma série de outras doenças. Até breve!”

Look gatinho: Saiba como usar o delineador invertido

0

Delineado Invertido

“Audrey Hepburn, Brigitte Bardot, Marilyn Monroe, entre outras celebridades, fizeram do delineador com efeito gatinho suas marcas registradas. Sucesso dos anos 1950 e 1960, esse visual continua em alta, e a novidade do momento é ousar mais um pouquinho com o delineador invertido.

O nome pode até confundir, porém esta técnica nada mais é do que usar o delineador abaixo dos cílios inferiores, conferindo o mesmo ‘efeito gatinho’ da parte externa da pálpebra. Dependendo do tamanho do traço e da cor do delineador, é possível obter efeitos diferentes.

Pra quem quiser fazer o tipo diva do soul, como a eterna Amy Winehouse, a dica é fazer um traçado mais grosso e, claro, usando delineador preto. Pra completar o visual rocker, vale até borrar um pouco o look, esfumando com uma sombra em tons escuros, como cinza, azul-marinho e grafite.

Acordou com vontade de ousar? Saiba que linhas mais finas e longas na produção dos olhos sugerem algo meio oriental, como as tradicionais gueixas. Nestes casos, um batom vermelho complementa o look. Ouse!

Quem quer algo mais discreto, beirando o romântico, deve manter o traçado fino, porém mais curto. O look fica mais suave assim.

Uma dica poderosa pra não errar no visual é desenhar o traçado antes com um lápis de olho. Dessa forma, é possível passar o delineador sobre a linha desenhada. Não vale como regra, mas, se o seu lápis de olho for à prova d´água, ele também pode substituir o delineador.

Se ainda não sabe qual o tipo de delineador comprar, anote aí. A versão líquida é a mais popular e costuma ser bem prática porque já vem com o aplicador. Por outro lado, exige mão mais firme na hora de fazer o desenho retinho. É a versão mais indicada principalmente para fazer traços mais finos.

Quem não domina a técnica deve recorrer às opções em gel ou em creme. Como vêm em opções mais concentradas, elas reduzem as chances de erros. Para usá-los, aconselho um pincel chanfradinho ou com ponta fina e dura.

Há ainda a opção em caneta, também recomendada para quem tem mãos firmes. Também existe a opção em pó, que lembra uma sombra, e é aconselhada pra quem deseja causar, com traços mais grossos.

Detalhe importantíssimo: se for investir no delineador, o resto da maquiagem deve estar mais natural. Opte por tons claros no blush e na boca. O olhar gatinho costuma ser marcante e suficiente para segurar o look.

Antes de me despedir, vale um conselho de amiga. A partir de uma determinada idade, é preciso ter cuidado ao usar o estilo gatinho. Tem quem não se importe, mas o look pode destacar as ruguinhas na região dos olhos. Como sempre falo, antes de sair de casa, dê uma boa olhada no espelho e confie no seu bom senso pra não errar na make.”

Draping: Conheça a técnica que usa o blush para esculpir o rosto

0

“Uma pele com aspecto saudável e bem iluminada são os objetivos do draping, make que fez sucesso nos anos 60 e 70 e que está bombando novamente. A ideia é modelar o rosto com um jogo de cores. Depois de preparada a pele com uma primer, base e corretivo, sabe aquele blush mais escuro que está no fundo da gaveta? Ele vai ser útil agora.

O segredo do draping é usar duas cores de blush, um tom abaixo do outro. Aplique o mais escuro no côncavo da bochecha, espalhando o blush da base da orelha ao cantinho dos lábios. Com essa técnica, você consegue afinar o rosto de uma forma bem tênue, dando um contorno diferente.

O próximo passo é minimizar o efeito do blush escuro com uma tonalidade mais clara do produto e aplicá-lo nas maçãs do rosto. Para evitar linhas em ambos os traçados, faça movimentos circulares nos limites entre as cores para esfumar e ficar com um efeito degradê.

Em décadas passadas, o draping fez a cabeça de divas da dance music, como Cher e Diana Ross. Tem quem use a dupla de blush somente, sem recorrer à base – dizem que é pra dar leveza à pele. Não recomendo. A base é uma ótima aliada pra esconder imperfeições e deixa o draping ainda mais perfeito.

Quer praticidade? Para garantir o efeito degradê, nada melhor do que ter estojos duos ou triplos de blush. Eles trazem cores próximas e fazem com que haja menos chance de erros na hora de combinar as tonalidades.

Chique, o efeito draping realmente esculpe o rosto. Detalhe básico: como as têmporas e as bochechas são as estrelas desse tipo de make, opte por um batom mais discreto. O gloss, mais clarinho, cai como uma luva e complementa este look.”

Peles Negras: Acertar os tons dos produtos é tudo para o look

0

“As mulheres de pele negra podem investir em looks de divas, como Beyoncé e Rihanna, num piscar de olhos, basta ficar atenta às tonalidades dos produtos. Comece preparando a pele, com um bom protetor solar. Não é porque a pele têm mais melanina que não deve ser protegida. Depois, abuse do primer que, além de hidratar, dá maior tempo de vida à make.

Um passo importante é acertar no tom certo dos produtos. Felizmente hoje existem muito mais opções de base para as peles morenas e negras. Uma dica poderosa é misturar dois tons, caso seja necessário, para chegar ao mais próximo do seu tom de pele.

O mesmo conselho vale na hora de escolher o corretivo: misture dois tons. Evite a qualquer custo, porém, aqueles com coloração bege ou nude, por exemplo. Faça do corretivo alaranjado um coringa na sua make, já que ele é ideal para camuflar manchas mais escuras.

Com a devida hidratação e contornos, você valorizará seus pontos fortes. Opte por cores próximas ao dourado e ilumine o ossinho acima das maçãs do rosto, em cima do nariz e abaixo das sobrancelhas.

Quanto ao blush, é mito dizer que os tons rosados não combinam com as peles negras. Embora os tons marrons e rosa queimados sejam os melhores, as cores alaranjadas e vermelhas são ótimas opções para quem deseja um look mais fashionista. Detalhe: como esse tipo de pele costuma ser mais oleosa, não recomendo o blush líquido, mas em pó – uma forma de evitar o problema e o excesso de brilho no look.

Quase todos os batons caem bem em peles escuras. Os tons marrons e dourados são ideais para a luz do dia. Já os coloridos são ótima opção tanto para o dia como à noite, porque destacam os lábios.”